segunda-feira, dezembro 27, 2004

Site da Escola

Interrompo as férias deste blogue, para dar a conhecer o primeiro site de uma escola Secundária em Cabo Verde. A minha, claro. Faça uma visita aqui.

P.s. Dia 5 de Janeiro voltarei a postar diariamente. Já estou com saudades.

segunda-feira, dezembro 13, 2004

Frase do dia

O tempo que passa não passa depressa. O que passa depressa é o tempo que passou.

Ferreira , Vergílio

Último Post. Por agora.

Este blogue vai entrar de férias, uma semana antes de mim. Em janeiro volto. Ou não.

Aniversário

Hoje é o meu aniversário. 28 anos. Bem contados. Não estou habituado a festas nem que se faça muito alarido por este facto. Por isso, não vai haver festa. Nem bolo. Nem prendas. Apenas testes para corrigir que ficaram do fim de semana.

O fim

Ontem julguei ter visto a luz
Nas horas brancas conduzi o despertar
E fui subindo a escada
Que me separa do meu fim.

Abandonei quem já passou
Fechei os olhos e previ o que encontrei
E foi nesta viagem
Que eu percebi que não estou só ....

Jorge Palma

Hoje acordei assim. Feio todos os dias!


domingo, dezembro 12, 2004

Feitiço

Eu gostava de olhar para ti
E dizer-te que és uma luz
Que me acende a noite, me guia de dia e seduz...

Eu gostava de ser como tu
Não ter asas e poder voar
Ter o céu como fundo, ir ao fim do mundo e voltar...

Eu gostava que olhasses para mim
E sentisses que sou o teu mar
Mergulhasses sem medo, um olhar em segredo, só para eu
Te abraçar...

Eu não sei o que me aconteceu...
Foi feitiço!
O que é que me deu?
Para gostar tanto assim de alguém
Como tu...

André Sardet

sábado, dezembro 11, 2004

Mestre Niza

Soube hoje que, o meu amigo Nuno, fez ontem a apresentação e discussão da sua tese de mestrado, na área de Matemática, em Coimbra. Ao que parece teve um Muito Bom. Certamente, merecido. Envio-lhe daqui os meus parabéns.

Ao mesmo tempo, recordo-me dos nossos bons tempos de faculdade. No nosso grupinho de deslocados em Lisboa. O Hugo. A Catarina. A Marina. A Carmen. A Sofia. A Mariana. O Nelson. Tenho saudades das nossas noites. Dos nossos cafés. Das nossas conversas e discussões. Mas a vida é mesmo assim...

Frase do dia

Quando nada é certo...tudo é possivel!
by princesa

Os testes

Ontem dei os testes no 8º ano. Quatro horas seguidas a vigiar os alunos. O que é uma grande seca. O relógio parece que não avança. Pelo menos para mim. Mas, o mais chato vem agora. A correcção. 4 turmas. 160 testes. Vai ser um fim de semana em cheio.

Contudo, enquanto vigio os testes, acabo por observar coisas muito interessantes. Uma delas é o uso do corrector. Os alunos adoram usá-lo. Acho que até se enganam de propósito. Quem fica a perder são os, dois ou três, donos dos correctores. Porém, nunca vi um aluno recusar emprestar, o que quer que fosse, a um colega.

A este propósito dos testes, recordo-me da primeira vez que usei cábulas na minha vida. 8º ano, teste de biologia. As cábulas eram daquelas pequeninas que se colocam na palma da mão. A verdade é que nem as consegui usar de tão nervoso que estava. O pior foi quando o professor foi recolher o meu teste, fui um dos últimos a sair, e me pediu para abrir a mão e mostrar o que estava a esconder. Recordo-me perfeitamente de ele olhar para mim e dizer – Fecha a mão e não digas nada a ninguém.

Sugestões para a nova gramática do português comtemporâneo

1. ABAIXO - letra A com pouca altura
2. ABREVIATURA - acto de abrir um carro
3. AÇUCAREIRO - revendedor de açúcar que vende acima da tabela
4. ALOPATIA - telefonar à tia
5. AMADOR - o mesmo que masoquista
6. BANALIDADE - faixa de idade onde os comportamentos são banais
7. BUCÓLICA - cólica bucal
8. CÁLICE - ordem para ficar calado
9. CANGURU - líder espiritual de cães
10. CATÁLOGO - acto de apanhar coisas rapidamente
11. COMPULSÃO - qualquer animal com pulso grande
12. DESCOBRIR - acto de cobrir dez pessoas
13. DESTILADO - aquilo que não está do outro lado
14. DETERGENTE - acto de prender indivíduos suspeitos
15. DETERMINA - prender uma moça
16. ESFERA - animal feroz amansado
17. EVENTO - constatação de que realmente é vento, e não um furacão
18. EXÓTICO - algo que deixou de ser óptico, passou a ser olfactivo ou auditivo, por exemplo
19. HALOGÊNIO - cumprimento dado a pessoas de Q.I. muito elevado
20. HEMATOMA - acto de insistir com a Ema para ela tomar
21. HOMOSSEXUAL - Sabão utilizado para lavar as partes íntimas
22. LÁ - a mais longínqua das notas musicais
23. NOVAMENTE - diz-se de indivíduos que renovam sua maneira de pensar
24. PATOGÊNICO - pato bem lavadinho
25. PATOLÓGICO - pato racional
26. SEXÓLOGO - sexo apressado
27. SIMPATIA - concordância com a irmã da mãe
28. SOSSEGA - pessoa informando que é desprovida de visão
29. TALENTO - característica de algo ou alguém devagar
30. TÍPICA - o que o mosquito nos faz
31. UNÇÃO - erro de concordância muito frequente (o correcto seria "um é")
32. VIDENTE - dentista a falar sobre o seu trabalho
33. VIÚVA - acto de ver uva


in Visão

sexta-feira, dezembro 10, 2004

Frase do dia

O homem pensa, a mulher dá que pensar.

Talvez o meu amigo esteja certo

No outro dia, dizia-me um amigo americano que as mulheres só querem homens com poder e/ou com dinheiro e/ou com fama. Argumentei contra. Disse-lhe que possivelmente ele tinha tido más experiências e que nem todas as mulheres são assim.
No entanto, não posso deixar de concordar com ele em parte. De facto, o que faz mover os homens é a ambição de ter poder. Nem que seja um poder relativo, sobre qualquer coisa ou grupo. Sob diversas formas. Através de dinheiro, de um emprego, de bom ou mau aspecto, de humor ou charme, de simpatia ou autoridade, de luxo ou bens materiais, de uma posição social ou um estilo de vida,... Esta procura de poder talvez tenha que ver com a necessidade de satisfazer o nosso eu, através de mulheres ou de elogios (vaidade, talvez), na procura desesperada da felicidade. Talvez seja por isso que existem tantos frustrados e tantas infidelidades. Não sei. Talvez.

Um pequena história animada

Encontrei esta história na Blogotinha. Vale a pena ver.

Citação

O que não provoca a minha morte faz com que eu fique mais forte.

Friedrich Nietzsche

Desabafos (II)

Lembro-me de, quando era criança, pensar que não tinha problemas. Melhor, os meus problemas eram, apenas, os problemas outros. Pensava então que se os outros não tivessem problemas eu também não teria. Hoje, além dos problemas dos outros, já tenho os meus. E, estes, chegam. Possivelmente, agora os meus problemas serão também os problemas de alguém. Porém, faço por isso não acontecer, porque sinceramente sei que os problemas de cada um são mais do que suficientes. Chego mesmo à conclusão que, por vezes, a ignorância, de certas coisas, faz de nós pessoas mais felizes. Não quero dizer que não se deva partilhar problemas e pedir ajuda. Claro que se deve. Mas só no caso de daí advir algum beneficio, para nós ou para o outro. Se não, num acto altruísta, mais vale ser egoísta e ficar com os problemas só para nós. Tenho dito.

+ 1 Comboio

Vejo tanto olhar encafuado
Em automóveis bestiais
Casos graves de bem estar,
Por mais que tenham, nunca têm a mais.

Aleijados do conforto
Refugiados na T.V.
O pior não é estar triste,
O pior é não saber porquê.

Há o entretenimento
Há o remoto control
Há-de haver mais um comboio
Para o centro comercial

Nesta altura ninguém faz greve,
Embora muitos tentem adormecer
Alguns vão derretendo a neve
Nas colheres a ferver

Nas entradas do metro, o frio
É combatido com papel de jornal
Útil informação para os que estão na frente,
Cegos pelas luzes do Natal

Jorge Palma/Flak

Uma questão de credibilidade

Depois de toda a instabilidade com as eleições na Ucrânia, surge agora a notícia que o candidato da oposição foi envenenado. Pelo menos é a explicação que os médicos encontram para a mudança de rosto de Viktor Yushchenko (aqui).
Ao que dizem, o PSD e o CDS/PP, também querem fazer o mesmo a Santana Lopes pois só assim, parecendo outro, é que vai ter alguma credibilidade.


in cocadaboa

quinta-feira, dezembro 09, 2004

Frase do dia

Dois monólogos não fazem um diálogo.

Boa notícia

Chegou a São Nicolau a internet por ADSL, 24 horas por dia, a um preço fixo (60 euros por mês). Finalmente vou poder reduzir os custos mensais de telefone (pago cerca de 2 euros por hora), além de ficar com a internet 9 vezes mais rápida. Agora só falta arranjar um modem apropriado, porque em São Nicolau não há à venda (?). Se alguém tem um modem (para ADSL, rede analógica) para vender, diga-me qualquer coisa.

As Propinas

Acabo de sair de uma reunião de directores de turma, com o fim de esclarecer algumas questões relativas ao pagamento de propinas. Sim, porque aqui, apesar (ou por isso) de Cabo Verde ser um país pobre os alunos que querem estudar pagam propinas. Desde o 7º ano até ao 12º ano. As propinas variam entre os 12 e 180 Euros anuais. O critério é o rendimento do agregado familiar. Ou melhor, deveria ser, mas, de facto não é. À escola interessa ganhar dinheiro, pois é deste dinheiro que a escola faz o seu orçamento. Assim, considera-se como agregado familiar os que estão a viver em casa e os, eventuais, pais emigrantes (mesmo que vivam com outra família e/ou que não enviem dinheiro). A Situação é de facto muito complexa, e na maior parte dos casos injusta. Ainda para mais, não é considerado nem o número de irmãos (que, aqui, varia entre os 10 e os 15!), nem sequer o números de irmãos estudantes, nem outras variáveis importantes.

Como deve calcular, este esquema de propinas gera muitas injustiças. Pior, condiciona o ensino a apenas aqueles que têm posses. Para muitas famílias 5 Euros por mês é muito dinheiro. Ainda para mais, como só existe um liceu na ilha, muitos alunos têm de pagar transporte para se deslocarem até à escola (cerca de 2 Euros diários). Assim, muitos alunos, alguns com enormes capacidades, ficam de fora do sistema de ensino (apesar de haver um sistema de apoio social).

Neste aspecto, Cabo Verde faz-me lembrar o Portugal que o meu pai me falava existir à 50 anos atrás. Um Portugal discriminatório dos mais carenciados, incapaz de fazer justiça social. Talvez seja esta uma das diferenças entre países sub-desenvolvidos e países desenvolvidos. Em países ricos e países pobres. Ou então não.

Citação

Quem começa a entender o amor, a explicá-lo, a quantificá-lo, a qualificá-lo, já não está amando.

Roberto Freire

Desabafos (I)

Gostava de ter o talento dos grandes escritores para poder traduzir em palavras tudo o que me passa pela minha cabeça. Ideias. Sensações. Sentimentos. Opiniões. Dizem que tenho outros talentos. Desaproveitados. Subaproveitados. De facto, não passo de um daqueles gajos que se desenrasca em quase tudo, mas que não se consegue destacar numa só coisa. Até podia. Bastava, talvez, me dedicar a uma coisa que gostasse a sério. Mas para isso é preciso perseverança. E eu sou pouco perseverante. Sempre me bastou saber que era capaz de lá chegar. Sem nunca lá chegar. Se eu provar, para mim mesmo, que sou capaz de uma coisa, isso me chega. Não preciso fazê-la. Não sou gabarolas. Talvez seja convencido. Ou então, talvez não tenha coragem de perder. Por uma vez.

Minha senhora da solidão

Minha senhora da solidão
Minha senhora das dores
Quanto tempo falta para te ver sorrir
Quantas misérias ainda vais exibir
Quanto tempo mais vou ter de te ouvir queixar?

Minha senhora da solidão
Minha senhora das culpas
Tenho que evitar o teu contágio
Não quero mais saber do teu naufrágio
A praia esteve sempre ao alcance da tua mão

O teu crucifixo não me ilumina
O teu sacrifício não me pode fazer bem
Não é bom para ninguém
Huuum, não ajudas ninguém...

Jorge Palma

Alunos em Marcha contra a Sida

Cabo Verde/São Nicolau/Terreiro (01/12/2004)

quarta-feira, dezembro 08, 2004

FC Porto pode descer de divisão e perder o título

Segundo A Capital, "O FC Porto arrisca-se a descer de divisão e a perder o título de campeão nacional conquistado na época passada. As regras da Liga de Clubes são claras: a pena prevista para a corrupção de árbitros é a baixa de escalão do clube envolvido. O regulamento disciplinar da Federação Portuguesa de Portugal (FPF) prevê ainda a retirada do título. (...)"

Campeões, campeões, nós somos campeões ...

Frase do dia

Há várias maneiras de ser entendido: ser claro é uma delas.

Um dos poucos exemplos tristes de São Nicolau

Por viver na vila, local mais importante da ilha de São Nicolau, nem sempre me apercebo das carências e das dificuldades que as pessoas passam. Mas a vila não é um exemplo do modo de vida da maior parte dos Cabo verdianos. De facto, a realidade é muito diferente. A maior parte da população vive com enormes dificuldades, colocando muitas famílias, e até localidades, em situações de pobreza extrema.

Apesar de muitas situações estarem escondidas, há sempre algumas que se vêm a saber. Em São Nicolau, descobriu-se agora um caso de abusos sexuais com menores. Ao que parece, três meninas, de idades compreendidas entre 10 e 14 anos, actuais, foram aliciadas para terem relações sexuais com um conjunto de homens, inclusive um professor primário, de uma determinada localidade da ilha. A situação permaneceu escondida durante anos, tendo vindo a ser descoberta agora.

Esta situação agora descoberta, apesar de não ser frequente, não me espanta. Penso, no entanto, que as coisas mais graves ocorrem dentro das próprias famílias, no interior das suas casas e que só não se sabem por cumplicidades familiares, vergonha e pelo facto de a mulher ainda ter um papel menor perante a sociedade. Aliado ao problema do alcoolismo existem muitos outros factores que favorecem estas situações. Existem famílias inteiras a compartilharem apenas uma divisão ou mesmo uma só cama. Ainda para mais, aqui é muito normal uma mãe ter filhos de outros relacionamentos a viver consigo. Além disso, existe uma cultura de promiscuidade entre homens e mulheres completamente aceite e enraizada na sociedade. A vida sexual começa muito cedo, sendo a gravidez precoce uma realidade. Aqui a palavra pedofilia também tem um significado diferente, pois não está associada à idade mas sim ao corpo.

Estou certo que esta realidade não é exclusiva de África. Muito menos de Cabo Verde. Infelizmente, esta realidade está em todo a lado. No entanto, a cultura de um país, por muito diferente que seja, não pode ser desculpa, nem escape, para situações completamente reprováveis e contrárias aos direitos dos homens e das crianças.

Onde Estás Tu, Mamã?

A urgência de agarrar
Qualquer coisa para mostrar
Que afinal nós também temos mão na vida
Mesmo que seja à custa de a vivermos fingida
O estatuto para impressionar o mundo
Não precisa de ser mais profundo
Que o marasmo que nos atordoa
Ó canção de Lisboa

(...)

Mamã, mamã
Onde estás tu, mamã?
Nós sem ti não sabemos, mamã,
Libertar-nos do mal

Jorge Palma

Ilusão óptica



Nota: Acredite não se trata de uma animação. (in amor e ócio)

terça-feira, dezembro 07, 2004

Apito azul

Pinto da Costa abandonou Tribunal de Gondomar sob caução de 125 mil euros. Na base desta decisão estão «indícios consistentes da prática de dois crimes de corrupção desportiva activa, dois crimes de tráfico de influência na forma activa e um crime de falsificação de documento qualificado sob a forma de cumplicidade».

Pinto da Costa ficou ainda sujeito ao termo de identidade e residência e, apesar de manter as suas funções, impedido de estabelecer contacto, por qualquer meio ou por interposta pessoa, com seis arguidos e com o advogado da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do FC Porto para o futebol, Adelino Caldeira. Além destes arguidos, Pinto da Costa está ainda proibido de contactar com "quaisquer outros árbitros de futebol e outras pessoas que integrem órgãos sociais de disciplina e/ou de arbitragem na Liga Portuguesa de Futebol Profissional e na Federação Portuguesa de Futebol".

Nota: Ainda não está esclarecido se Pinto da Costa ficou, também, proíbido de entrar no "Estádio do Dragão ou em qualquer casa de alterne onde se pratique prostituição".

Frase do dia

O difícil, vocês sabem, não é fácil...

Alunos portugueses são dos piores na Matemática

O relatório do PISA coloca, novamente, Portugal nos últimos lugares do "ranking" da OCDE. Segundo o Público, mais de metade dos alunos portugueses com 15 anos têm níveis de literacia matemática baixos, ou seja, não conseguem mais do que fazer tarefas simples.

Contudo, desconfio da forma como foram feitos estes testes. Sei muito bem como é que em Portugal funciona a escolha dos alunos que vão fazer as provas. Normalmente, são voluntários, muitos deles desinteressados, que procuram apenas uma dispensa justificada das aulas. Não sei como é nos outros países, mas tenho quase a certeza que os alunos não são seleccionados com esta leviandade.

Lei da evidência marital

Há pessoas que se casam em comunhão de males.

Saudosismos

Sou um saudosista. O salmo 137, convida-nos a olhar um tempo passado. Um tempo distante que não volta mais..., "Às margens dos rios da Babilônia, nós nos assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião. Nos salgueiros que lá havia, pendurávamos as nossas harpas... " Aonde estão aqueles que nos cantavam lindas canções? Talvez seja louco em recordar os momentos que não tinha que ser sempre certinho, ter sempre razão..., AH ! ! ! Sinto a falta de pessoas que choram e riem, que falam bobagens..., sinto a falta das festas da igreja, dos aniversários em minha casa..., sinto a falta dos amigos que deixaram de ser...

Daniel Silva

Viagem a Portugal

Já está confirmado. Chegarei a Portugal, de surpresa, no dia 19 deste mês, pelas 6h45 , no voo TAP 218. Confesso que quanto mais próximo a data da viagem fica, mais vontade tenho de chegar. Mas ainda faltam, 12 dias, 3 horas, 12 minutos e 23 segundos. Vão ser 15 dias de férias. Bem merecidas. Ou não.

A festa agora é outra

Terminaram ontem as festas do município. Foram três dias muito animados e agitados. Agora, é tempo de recuperar forças, porque vêm aí duas semanas de muito trabalho. Testes, avaliações e pautas. Ainda para mais, como vou para Portugal antes das avaliações, vou ter que deixar tudo pronto uma semana antes. Vai ser duro. Mas é por uma boa causa ...

Publicidades alternativas


segunda-feira, dezembro 06, 2004

Constatação

Fevereiro é o mês em que as mulheres falam menos. Só tem 28 dias.

Um ano em Cabo Verde

Faz hoje, precisamente, um ano que cheguei a Cabo Verde. Em baixo, reproduzo o dia com a publicação de uma página do meu diário. Não quero fazer balanços. No entanto, olhando para este ano que passou, posso dizer que esta experiência tem corrido muito bem, superando as minhas melhores expectativas. Mas um dia destes falarei disso.

Página de um diário - 6/12/2003

Estou deitado na cama. Estou super cansado. Procuro a palavra certa para descrever o que sinto mas não encontro. A noite anterior foi muito mal dormida. A ansiedade e o medo de perder a hora do avião fizeram com que apenas dormisse 3 horas. Os meus pais, a Fernanda, a Marta, o Pedro e o meu irmão Cláudio acompanharam-me até ao aeroporto. A Helga chegou depois, e pela sua expressão, acredito que chorou muito. Na hora de embarque não consegui evitar uma lágrima, ao sentir o abraço apertado da minha mãe. Carregado de malas nas mãos, parti sem olhar para trás.

Nunca tinha andado de avião. Confesso que fiquei com medo. O avião era velho e inseguro (pelo menos para mim). A hora de descolar foi a mais difícil. Depois tudo bem. Pelo menos até á aterragem ... mas as palmas foram merecidas. Quando chegámos à Ilha do Sal, a minha primeira impressão foi a de ter entrado num filme de cowboys e de estar no western. Tudo muito calmo, um sol quente mas suportável. Um deserto. No entanto fiquei com uma boa impressão. A receber-nos estava o representante da embaixada, o Dr. Mário. Fomos com ele, de táxi, até a uma esplanada no centro, onde estava marcada uma reunião com os cooperantes do Sal. Após comermos qualquer coisa os nossos colegas chegaram. Só uma rapariga é que nos fala, os outros parecem ignorar-nos. No final já todos pareciam mais simpáticos. Senti, em quase todos, uma expressão de solidão. Será que é isso que me espera?

A hora da ligação do voo para São Nicolau aproximou-se rapidamente. Apanhámos um táxi e embarcámos num avião que ainda parecia mais velho. São Nicolau vista de cima parece um deserto montanhoso. Tudo é castanho e não parece haver vegetação. Chegados em terra rapidamente nos apercebemos que estamos numa zona pobre muito carenciada de infraestruturas. Durante alguns momentos ficámos suspensos sem saber para onde ir e o que fazer. Todos nos perguntavam se queríamos um táxi. Até que o director da escola, Luis Morais, nos aborda. Acho que é porreiro. Deve ter uns 30 anos e parece ser uma pessoa muito calma e acessível. Do aeroporto até à Vila de Ribeira Brava são 4 km de distância que são percorridos em 15 minutos. Viémos de Hiace, que são os autocarros daqui. A Ilha é muito acidentada e tem imensas montanhas. Avista-se alguma vegetação. A estrada é de calçada e com muitas curvas. Curvas que evitam enormes precipícios. Talvez seja por isso que numa dessas curvas avistei um cemitério...

Ribeira Brava comemora hoje o seu feriado municipal. De longe reparei numa bancada, de um jogo de futebol, cheia de gente. As ruas da vila são estreitas rodeadas de casas humildes quase todas inacabadas. As pessoas pareciam que nos ignoravam. Até que ficámos parados no trânsito. O jogo de futebol tinha terminado e as pessoas, essencialmente homens, ao sair do campo provocaram um caos no trânsito. Muita gente passou por nós. Confesso que foi muito intimidatório ao ponto de a Helga me pedir para a abraçar.

Chegámos à pensão onde está o nosso apartamento. Pensão Jardim, tal qual a Helga tinha apostado. Deve-lho uma lagosta. O apartamento tem as condições mínimas e tem tudo o que é necessário, excepto uma barata ... O jantar foi aqui mesmo na pensão. Peixe, claro. Eu comi garoupa grelhada e acompanhada por batatas fritas e arroz. Estava bom. Hoje, decidi dormir cedo, pois estou cansados. Continua-se a ouvir a festa e a música, mas não me parece que a oiça por muito mais tempo ...

domingo, dezembro 05, 2004

Só?

Segundo A Capital, Pinto da Costa está indiciado por três crimes. Um de tráfico de influências e dois de corrupção activa. Dois já eram conhecidos. O terceiro foi ontem revelado, e está relacionado com o Nacional-Benfica da última temporada. O jogo da Madeira, realizado a 22 de Fevereiro deste ano, terminou com uma vitória dos insulares por 3-2 e foi arbitrado... por Augusto Duarte, árbitro de Braga que foi constituído arguido na passada sexta-feira, no âmbito do processo “Apito Dourado”.

Na altura deste jogo, o Porto tinha 9 pontos de vantagem sobre o Benfica! Por isso, imagino como terá sido quando a diferença pontual era menor. Assim se fazem os campeões...

Falando sério

Falando sério
É bem melhor você parar com essas coisas
De olhar pra mim com olhos de promessas
Depois sorrir como quem nada quer
Você não sabe
Mas é que eu tenho cicatrizes
Que a vida fez
E tenho medo de fazer planos

Mauricio Manieri

Sorria... amanhã será pior


sábado, dezembro 04, 2004

Greve

Hoje estou de greve. Exijo mais. Quero mais. Quero muito mais.

sexta-feira, dezembro 03, 2004

Frase do dia

A mulher tem dois motivos para perder a cabeça: um bom motivo e qualquer motivo.

A sexta-feira

Adoro os fins de tarde de sexta feira. Parece que o cansaço, acumulado ao longo da semana, se esvai com o toque do sino da última aula. A sensação de não ter nada para fazer me invade e me devolve a liberdade. Confesso, que gosto não ter nada para fazer, para poder fazer o que me apetece. E neste momento, apetece-me deitar, e ficar a olhar para o tecto até os meus olhos fecharem de vontade. Até logo.

Deixa-me rir

Deixa-me rir
Essa história não é tua
Falas da festa, do Sol e do prazer
Mas nunca aceitaste o convite
Tens medo de te dar
E não é teu o que queres vender

Deixa-me rir
Tu nunca lambeste uma lágrima
Desconheces os cambiantes do seu sabor
Nunca seguiste a sua pista
Do regaço à nascente
Não me venhas falar de amor

(...)

Pois é, pois é
Há quem viva escondido a vida inteira
Domingo sabe de cor
O que vai dizer
Segunda-Feira

Jorge Palma

Hoje sinto-me assim - aos círculos!


quinta-feira, dezembro 02, 2004

Para reflectir

O meu irmão Daniel, acaba de me enviar esta pequena reflexão. Gostaria de a partilhar com todos vós. Aqui fica.

A Tese da "incubadora", apresentada por Santana é pertinente para o contexto que se vive hoje nas igrejas ditas evangélicas. Serve o drama para mostrar que não é só no meio político mas também no eclesiástico que existem "irmãos mais velhos", que ao invés de velar pelo irmão prematuro dão-lhe chapadas e até "desligam a máquina",que em outra linguagem mais plástica alguns dizem "queimar". Vivemos dias maus. Poderíamos ser mais ousados em relação aos outros, ter mais esperanças no outro, no entanto, o que fazemos? Se não damos tapas ou desligamos a máquina passamos bem ao lado, indiferentes á vida daquele que se esforça para continuar vivo.

Daniel Silva

Frase do dia

Para alcançar um objectivo é necessário sonhar... Não perca tempo, largue tudo e vá já dormir!

O Orçamento de Estado

Toda a gente já percebeu, que tanto o Presidente da República, como o Partido Socialista, estão interessados em que se aprove o orçamento de estado para 2005. Será que agora o orçamento já não é assim tão mau? Ou será que contém algumas medidas impopulares, que o PS não quer assumir, mas que são importantes e necessárias ao país?

Humor politicamente (in)correcto

O menino pediu pra mãe:
— Mãe, dá-me uma bicicleta?
— Pra quê, meu filhinho? Você já tem a sua cadeira de rodas, não tem?

Apito Azul! - e assim se fazem os campeões!

Notícia TSF:

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, esta quinta-feira, quatro árbitros e um empresário (ligado ao F.C. Porto) por presumível prática de crimes de corrupção. Foi ainda confirmada a notificação a Pinto da Costa para depor no âmbito do processo de corrupção no futebol «Apito Dourado» (além disso, a Policia Judiciária, confirmou buscas à SAD do FC Porto, na Torre das Antas, e à casa de Pinto da Costa).

Convenientemente, Pinto da Costa está fora do país. Há rumores que garantem que está na Sicilia. Contudo, há, também, quem afirme que o viu a passear, com Fátima Felgueiras, no Rio de Janeiro.

Sem comentários

Só para dizer, que por agora, não tenho nada a dizer.

Eu sou

Agarras-te à hora
Em que o tempo não passou
Mergulhas nas cores
Que a loucura te emprestou
E quando te vês para lá do espelho
Encontras a solidão

Descobres o Mundo
De quem tem pouco a perder
E sobes às estrelas
Que ontem não podias ver
E perdes o medo de estar só
No meio do multidão

Tradições
Atrás de contradições
Fizeram-te abrir os olhos
Podes dizer:
Eu... sou

Jorge Palma

Foto do almoço de Acção de Graças (25/11)


Da esquerda para a direita: Alicia (peacecorp); Jackson (peacecorp); Todd (peacecorp); Osvaldo (professor de inglês); Eu; Kari (peacecorp); Helga (A minha querida colega!).

quarta-feira, dezembro 01, 2004

A Sida na escola

Em Cabo verde, o dia mundial de luta contra a sida é vivido de uma maneira especial. Este ano não fugia à regra. Na escola fizeram-se algumas actividades significativas sobre a sida e a sua prevenção. Além de os alunos terem oportunidade de participar num colóquio sobre sida, com a presença de uma médica e um seropositivo, puderam, na escola, realizar o teste da Sida. A maior parte dos alunos aderiu, sem preconceitos, sem medo. Note que em Cabo Verde a vida sexual começa muito cedo (tenho alguns alunos do 8º ano que já são pais!), sendo a gravidez precoce muito frequente. Além disso, culturalmente, o povo Cabo-verdiano é muito promíscuo quanto aos relacionamentos sexuais, pois a maior parte dos homens têm várias mulheres (e as mulheres vários homens).

Na ilha de São Nicolau, são do conhecimento da delegação de saúde apenas 3 casos de pessoas infectadas com o vírus da sida. Contudo, só 1% da população se sujeitou ao teste de controlo. Aqui os preservativos são gratuitos e, pelo menos, os estudante estão bem informados quanto aos riscos que correm ao terem relações sexuais sem protecção. No entanto, isso não garante nada por si mesmo.

A este propósito, recordo-me de ter assistido ao testemunho de um homem, com cerca de 50 anos, que contava que nunca tinha usado camisinha. Dizia ele que não precisava. A razão era simples. Vivia uma vida de fidelidade com a sua esposa. Um exemplo.

Coisas de mulheres

A minha mulher anda inventando que eu sou muito intrometido porque eu vivo mexendo nas coisas dela. Pelo menos foi isso que ela escreveu no diário dela.

Perguntas retóricas

Como devem calcular, um professor, tem a tendência para fazer perguntas retóricas enquanto explica a matéria. Pois bem, em Cabo Verde é escusado. Nenhuma pergunta que faço fica sem resposta. Seja retórica ou não. Pior, as retóricas, normalmente, são respondidas em coro. Já tentei explicar que algumas perguntas que faço não são para responderem. São perguntas para ficarem no ar. Para eles pensarem para si. Mas acho que eles não perceberam a lógica da coisa. Se é que há lógica nisso!

As pessoas podem ser dispostas em três grupos: as que sabem contar e as que não sabem.

José Sócrates, ontem, em directo no telejornal:

"Esta crise política tem um único responável. Esse responsável chama-se Dr. Santana Lopes e o seu governo."

Será que vamos ter mais um primeiro ministro com problemas nas contas?

Dia Mundial de Luta Contra a Sida


In Grande loja