domingo, outubro 31, 2004

Não gosto

Não gosto de muito calor. Não gosto de ventoinhas. Não gosto de Ovas. Não gosto de pudim. Não gosto de whisky. Não gosto de coca-cola. Não gosto de Manga. Não gosto de Papaia. Não gosto de pessoas falsas. Não gosto de falsas humildades. Não gosto de pessoas sem objectivos. Não gosto de mulheres sem sal. Não gosto de mulheres vulgares. Não gosto de mulheres feministas. Não gosto de mulheres machistas. Não gosto de mulheres que se queixam muito. Não gosto que se façam de vitimas. Não gosto que me acusem do que não fiz. Não gosto de falar mal dos outros. Não gosto que me enganem. Não gosto que me façam de parvo. Não gosto que me ignorem. Não gosto de sofrer. Não gosto de ver sofrer ninguém. Não gosto de injustiças. Não gosto de populismos. Não gosto de pessoas sem opiniões. Não gosto que se deixam de influenciar. Não gosto de pessoas obcecadas. Não gosto de pseudo intelectuais. Não gosto do Paulo Portas. Não gosto da Celeste Cardona. Não gosto do Luís Delgado. Não gosto dos programas de Tv da manhã. Não gosto do Herman Sic. Não gosto do Fernando Rocha. Não gosto de viajar com crianças a chorar por perto. Não gosto de andar de mota. Não gosta de cenas radicais. Não gosto do Porto. Não gosto de Pinto da Costa. Não gosto de usar tanga. Não gosto de usar sapatos engraxados. Não gosto que me julguem pela aparência. Não gosto de cabelo curto. Não gosto de pessoas certinhas. Não gosto de pessoas mesquinhas. Não gosto de pessoas incompetentes. Não gosto de juntar dinheiro. Não gosto de trabalhar de manhã. Não gosto de fazer por obrigação. Não gosto de multidões. Não gosto de me sentir só. Não gosto de ter saudades.

Só hoje

Hoje eu preciso te encontrar de qualquer jeito
Nem que seja só pra te levar pra casa
Depois de um dia normal
Olhar teus olhos de promessas fáceis
Te beijar a boca de um jeito que te faça rir

Hoje eu preciso te abraçar
Sentir teu cheiro de roupa limpa
Pra esquecer os meus anseios e dormir em paz

Hoje eu preciso ouvir qualquer palavra tua
Qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria
Em estar vivo

Hoje eu preciso tomar um café, ouvindo você suspirar
Me dizendo que eu sou causador da tua insônia
Que eu faço tudo errado sempre, sempre

Hoje preciso de você
Com qualquer humor, com qualquer sorriso
Hoje só tua presençaVai me deixar feliz
Só hoje

Jota Quest

O mundo nas nossas mãos!

.

Citação

O amor? Começa com grandes palavras, continua com palavrinhas, termina com palavrões.

Pailleron , Édouard

sábado, outubro 30, 2004

Que dia seria ontem se Quarta-feira fosse 5 dias antes do dia de amanhã?

Porque hoje é sábado dediquei o dia à preguiça. Ainda não fiz nada de interessante, a não ser uns reajustes no Site daqui da escola. Daqui a uma semana seremos a primeira escola, em Cabo Verde, com uma página oficial na Internet.

Possivelmente a seguir ao jantar irei até à praça, local de encontro aqui na Vila. Não é que me apeteça, nem que seja algo de muito interessante, mas também preciso de apanhar um pouco de ar fresco. O tempo por aqui já arrefeceu um pouco. Consequência disso estou um pouco constipado.

Estou sem assunto. Por isso, tal como prometi nos primeiros posts, deveria falar um pouco de amor. Mas porque hoje é sábado, a preguiça não deixa. Desculpem-me.

Lei de Langsam

Tudo depende.

Afinal, alegre ou triste?

Se sou alegre ou sou triste?...
Francamente, não o sei.
A tristeza em que consiste?
Da alegria o que farei?

Não sou alegre nem triste.
Verdade, não sei quem sou.
Sou qualquer alma que existe
E sinto o que Deus fadou.

Afinal, alegre ou triste?
Pensar nunca tem bom fim...
Minha tristeza consiste
Em não saber bem de mim...
Mas a alegria é assim...

Fernando Pessoa

Depressão



Bartoon, in Publico

sexta-feira, outubro 29, 2004

Há greves e greves!

Mesmo estando em Cabo Verde, tento acompanhar tudo o que se passa em Portugal. Além da Internet, vejo também o noticiário da SIC.

Ao que parece a Caixa Geral de Depósitos esteve hoje em greve. Aliás um óptimo dia para fazer greve, não acha? Mas não é disso que pretendo falar. Nem sequer no transtorno que uma greve no maior banco português causa. De facto, quando se faz uma greve o objectivo é mesmo incomodar, senão para que se faz uma greve?


Esta greve, no maior Banco português, fez-me lembrar o Brasil. No passado verão visitei o Brasil. E fiquei apaixonado. O Brasil é imensamente lindo. Contudo, tem algumas coisas que nem dá para acreditar. Por exemplo, você acredita que, há 15 dias atrás, os maiores bancos Brasileiros estiveram em greve um mês seguido? Você imagina o transtorno causado? Você sabe que lá não existe o sistema Multibanco? Você imagina que perdi dois dias das minhas férias no Brasil, para fazer um simples levantamento, que em Cabo Verde demora 15 minutos? Você acredita que os brasileiros já estão conformados com isto?

Como vê um dia de greve na CGD não é assim tão mau...

Máximas e Mínimas

De onde menos se espera, daí é que não sai nada.

Dizes-me com quem andas e eu te direi se vou contigo.

Viva cada dia como se fosse o último. Um dia você acerta...

Barão de Itararé

Balada de um estranho

Hoje acordaste de uma forma diferente dos outros dias
sentes-te estranho tens as mãos húmidas e frias
tentas lembrar-te de algum pesadelo mas o esforço é em vão
parece-te ouvir passos dentro de casa mas não sabes de quem são

Deixas o quarto e vais a sala espreitar atrás do sofá
mas aí tu já suspeitas que os fantasmas não estão la
vais a janela e ao olhares pra fora sentes que perdeste o teu centro
e de repente descobres que chegou a hora de olhares para dentro

Porque há qualquer coisa que não bate certo
qualquer coisa que deixaste para trás em aberto
qualquer coisa que te impede de te veres ao espelho nu
e não podes deixar de sentir que o culpado és tu

Vês o teu nome escrito num envelope que rasgas nervosamente
tu já tinhas lido essa carta antecipadamente
e os teus olhos ignoram as letras e fixam as entrelinhas
e exclamas: Mas afinal... estas palavras são minhas!"

O caminho pra trás está vedado e tens um muro a tua frente
quando olhas pros lados vês a mobília indiferente
e abandonas essa casa onde sentiste o chão a fugir
arquitectas outra morada, mas sabes que estas a mentir.

Jorge Palma

O mesmo padrão em tons diferentes!


Escher, (pois claro)!

quinta-feira, outubro 28, 2004

Citação

As pessoas crescidas têm sempre necessidade de explicações... Nunca compreendem nada sozinhas e é fatigante para as crianças estarem sempre a dar explicações.

Antoine de Saint-Exupéry

A Matemática

Matemática? Bragh! Detesto matemática! É só p’ra crânios! Afirmações deste tipo são comuns nos nossos jovens dos dias de hoje, muitas vezes, produto de preconceitos enraizados na sociedade. De facto, não são só os mais jovens que sofrem deste mal. Grande parte da sociedade vê na matemática um bicho de sete cabeças. Assim, considera-se normal que os miúdos não gostem, não se dediquem nem tenham aproveitamento escolar nesta disciplina. Desta forma, o papel do professor de matemática está cada vez mais dificultado.

Tem-se a ideia de que a matemática é um edifício de técnicas e teoremas. Nada mais natural que esta situação. Pois o ensino da Matemática não tem sido isso mesmo? Um treino intensivo de técnicas, um acumular de noções e conteúdos em tempos que parecem cada vez mais escassos, uma avaliação de aprendizagem que consiste, ainda hoje, essencialmente, em testes e exames escritos? Que ideia diferente poderia ter resultado de tal tratamento?

A matemática tem certamente características próprias, resultantes da sua natureza abstracta, da sua carga simbólica, dos seus métodos rigorosos. Mas será mesmo inevitável que a maioria dos jovens passem por tantas dificuldades nesta disciplina?

Frase do dia

Incomodam-me as pessoas que não dão a cara.

Anónimo


Me deixe mudo

Não diga nada,
Saiba de tudo,
Fique calada,
Me deixe mudo.

Seja no canto,
Seja no centro,
Fique por fora,
Fique por dentro.

Seja o avesso,
Seja a metade,
Se for começo
Fique a vontade.

Não me pergunte,
Não me responda,
Não me procure,
E não se esconda.

Walter Franco

Dois num só



Escher

quarta-feira, outubro 27, 2004

O meu versículo favorito e um ensinamento do meu pai

Portanto não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados:
Basta a cada dia o seu próprio mal.

Mateus 6:34

Meu querido diário (2)

Hoje coloquei um aluno na rua. Inevitável. Por vezes, enquanto professores, tomamos decisões que nem sempre queremos. Esta foi uma delas. No entanto, se queremos ser justos e respeitados pelos nossos alunos, temos de tomar decisões difíceis. Mandar para a rua um aluno não me afecta muito. Essencialmente, porque acredito que, pelo menos aqui, funciona. O aluno sente o castigo e nas próximas aulas modifica a atitude. Possivelmente noutros lugares não é assim, o que torna esta questão algo de mais discutível.

Custou-me mandar este aluno para a rua, porque me revi, quando era da sua idade, nas suas atitudes. De facto, ele foi para a rua por uma sucessão de piadas, que por acaso até tinham graça. Quantas vezes eu fui para a rua assim. Quantas vezes eu achei tal decisão injusta...

Passados alguns minutos do aluno sair da sala de aula, vou dar com este aluno, de joelhos, com o caderno no chão a ouvir o resto da aula e a passar tudo o que eu escrevia no quadro (dou as aulas de porta aberta). Claro, que não contive o riso em frente a todos os alunos, o que provocou uma gargalhada geral.

Leis de Murphy

Lei Geral
Se alguma coisa tem a mais remota chance de dar errado,
certamente dará.


Corolário de Murphy
Deixadas ao acaso, as coisas tendem a ir de mal a pior.

Constante de Murphy
As coisas são danificadas proporcionalmente ao seu valor.

Revisão quantizada da lei de Murphy
Tudo dá errado ao mesmo tempo.


Comentário de O'Toole
Murphy era otimista.

Estrela do Mar

Numa noite em que o céu tinha um brilho mais forte
e em que o sono parecia disposto a não vir
fui estender-me na praia sozinho ao relento
e ali longe do tempo acabei por dormir

Acordei com o toque suave de um beijo
e uma cara sardenta encheu-me o olhar
ainda meio a sonhar perguntei-lhe quem era
ela riu-se e disse baixinho: estrela do mar

Sou a estrela do mar
só a ele obedeço, só ele me conhece
só ele sabe quem sou no princípio e no fim
só a ele sou fiel e é ele quem me protege
quando alguém quer à força
ser dono de mim

Não sei se era maior o desejo ou o espanto
mas sei que por instantes deixei de pensar
uma chama invisível incendiou-me o peito
qualquer coisa impossível fez-me acreditar

Em silêncio trocámos segredos e abraços
inscrevemos no espaço um novo alfabeto
já passaram mil anos sobre o nosso encontro
mas mil anos são pouco ou nada para a estrela do mar

Jorge Palma
para a Giovanna

Toda a alma tem uma face negra



terça-feira, outubro 26, 2004

Politiquices

o Diário de Notícias tem um colonista de nome Luis Delgado, que escreveu o seguinte a semana passada, em resposta a um artigo de Eduardo Cintra Torres no Público, criticando a nomeação do próprio Luís Delgado para o cargo ^mais importante do maior grupo de comunicação social português.

Um vendedor de antenas parabólicas, que se acha crítico de televisão, e da Imprensa em geral, passou aos insultos pessoais. Diz tudo do seu carácter e estatura mental. Trate-se, ECT. Interne-se, num hospital psiquiátrico." Luis Delgado

Confesso que já ando para falar neste Luis Delgado há algum tempo, porque a sua incompetência, imparcialidade é tão evidente como a sua ascenção meteórica.

Por acaso, estava a ler o blogue veritas filia temporis e encontrei lá o seguinte comentário a esta frase de Luís Delgado:

"Delgado, um jornalista menor, sem carreira que o justifique, começou a ser promovido pelas mais que obvias fidelidades políticas. Foi nomeado director da Lusa e agora, passando tudo e todos, inclusive o seu antigo director, hoje seu subordinado, foi escolhido para o cargo singular mais importante do sistema comunicacional português. E, atacado por isto mesmo, respondeu com esta frase tipicamente soviética, mostrando o seu nível de indignidade. Era na URSS que os hospitais psiquiátricos tinham esta função, mas também é verdade que a lógica da ascensão de Delgado também aí seria idêntica."

Está tudo dito. Escuso de acrescentar mais nada.


A lei inaplicável

Lavar o seu carro para fazer chover não funciona.

Violação dos direitos de autor

O texto em baixo foi-me enviado pela Liliana. Ela não me deu autorização explicita para eu o colocar no meu blogue. Contudo, precavia-a que, possivelmente, não iria resistir a não os divulgar. Como posso ter textos destes só para mim?
O pior é que tenho mais textos dela. E todos de grande qualidade. A tentação é grande, mas irei resistir até ela me dar a autorização. Isto se ela não ficou muito chateada com a publicação deste!
Que tal vocês a convencerem com os vossos comentários?
Leiam e apreciem.

Príncipe

Estou sentada na secretária velha. Desenho um redemoinho de linhas negras, sinto-me a cair nele. E o cheiro que sinto é um cheiro com muitos anos, um cheiro de casa pequena. Um cheiro de Junho e de rosas abertas. Quase ouço os pássaros lá fora. Desenho flores como uma criança parada num instante do tempo. Uma criança com o cheiro de certezas.
E nós somos este contraste de quem espera um príncipe e lhe cai do céu um sapo. E é um sapo que me faz sentir princesa, muito melhor que qualquer príncipe.

Apetece-me gritar verbos que rasguem o ar, que arranhem na garganta, que implacáveis rebentem no peito. Tenho saudades, saudades tuas. Saudades de sentir que a nossa pele é só uma.
Fico em casa, sentada na secretária velha. A lembrar-me de outra casa, de outros tempos. A lembrar-me de quando era uma menina pequenina e corria para a varanda sempre que a lua aparecia. A olhar. A esperar. Mas a lua vinha sozinha. Não trazia o príncipe prometido, e eu sentia-me uma princesa de conto. Com grandes vestidos, grandes cabelos. Grandes olhos tristes de desejar uma surpresa das horas. Às vezes sentia um vento fresco e ficava arrepiada, voltava para casa com a cara fechada. Trazia as sombras da noite comigo. Outros tempos.

Não me apetece fazer nada. E sei que tenho todo o tempo do mundo. Sei que podia escrever poemas. Sei que podia dormir. Mas não quero dormir. Quero que, chegues quando chegares, encontres a cama assim, feita e bonita. Quero que aches tudo perfeito e não penses ir embora outra vez. Penso, penso muito. Fico cansada de pensar. Entram apenas vestígios do dia neste escritório pesado. O oxigénio entra-me denso nos pulmões. Continuo a fazer rabiscos no papel. Devia fazer um poema para tu leres e sorrires quando chegares. Mas só consigo riscar. Quando voltares eu vou estar pronta. Vou levantar-me da velha secretária e receber-te na porta. Vou abraçar-te e soprar-te aos ouvidos a palavra mais bonita do mundo.
Agora não tenho inspiração.

Liliana Moita

Citação

É preciso coragem para ter talento.

Brandes , Georg

segunda-feira, outubro 25, 2004

Pense no que quiser



Miguel Claro

Lei de Merkin

Nunca atribua à malicia aquilo que pode ser explicado
aceitavelmente pela estupidez.

Acorda, menina linda

Acorda, menina linda
Vem oferecer
O teu sorriso ao dia
Que acabou de nascer
Anda ver que lindo presente
A aurora trouxe para te prendar
Uma coroa de brilhantes para iluminar
O teu cabelo revolto como o mar

Acorda, menina lindaAnda brincar
Que o Sol está lá fora à espera de te ouvir cantar
Acorda, menina linda
Vem oferecer
O teu sorriso ao dia
Que acabou de nascer

Porque terras de sonho andaste
Que Mundo te recebeu
Que monstro te meteu medo
Que anjo te protegeu
Quem foi o menino que o teu coração prendeu ?

Anda a ver o gato vadio
À caça do pássaro cantor
Vem respirar o perfume
Das amendoeiras em flor
Salta da cama
Anda viver, meu amor

Acorda, menina linda
Vem oferecer
O teu sorriso ao dia
Que acabou de nascer


Jorge Palma

Citação

A falta de amor é a maior de todas as pobrezas.

Madre Teresa de Calcutá

Por entre as montanhas de São Nicolau



Este sábado fui fazer uma caminhada pelas montanhas de São Nicolau, juntamente com a minha colega Helga e duas amigas americanas kari e Alicia. Partimos de um local chamado Canto Fajã e terminámos em Ribeira Prata, no outro lado da ilha.



A paisagem montanhosa proporciona paisagens de uma beleza impar. O recorte das montanhas é mágico e os vales verdes incrivelmente bonitos.
Por entre subidas e descidas, de caminhos usados apenas por burros, demorei quatro horas e meia até ao destino. Por incrível que pareça não foi muito cansativo apesar de ainda ter ganho umas bolhas nos pés.



Além de uma paisagem linda, tive oportunidade de conhecer um pouco mais da realidade de Cabo Verde e perceber que é possível (sobre)viver com pouco ou nada.
A maior parte das casas por onde passei ficam completamente inacessíveis a qualquer meio de transporte. Menos ao burro. Não há água, não há electricidade. Aqui ainda se vive como à cem anos atrás.



No entanto, só por estas zonas é que existe possibilidades de algum tipo de cultivo e condições para criar animais. Isso vai segurando as pessoas nestes locais. As famílias são muito numerosas e vivem em casas minúsculas. Uma realidade impressionante que nos obriga a pensar e reflectir ...

sábado, outubro 23, 2004

Observação de Klipstein

Qualquer produto cortado no tamanho exato será pequeno
demais.

Tudo tem o seu fim


Passos em volta

Quando o Sol chegou
Aos subúrbios da cidade
Anunciando mais um dia Igual aos outros
Ele acordou e pressentiu
Que hoje o seu dia ia ser Diferente
Sentiu nos lábios o sabor
Dum sorriso
Finalmente triunfante
Escorregou da cama
E contemplou
O espelho sorridente

Acabou-se a incerteza
Dos seus passos em volta
Dum sentido que ele nunca
Encontrou
Pela primeira vez
Tinha o destino nas mãos
Desta vez ele não duvidou

Sentiu-se invadir
Por uma estranha lucidez
Que o conduzia pelas calhas
Do passado
Serenamente descobriu
Que afinal tudo tinha o seu Sentido
Levou o olhar à janela
Lá em baixo
A rua estava abandonada
Levantou o fecho
E de repente
Alcançou a liberdade

Acabou-se a angústia
Dos seus passos em volta
Dum amor com que ele apenas Sonhou
Pela primeira vez
Tinha o futuro nas mãos
Abriu a janela e voou ...

Jorge Palma

Citação

Não sei qual é a chave para o sucesso, mas a chave para o fracasso é tentar agradar a toda a gente.

Cosby, Bill

sexta-feira, outubro 22, 2004

Comentário ao Corolário de Jennings à Lei da Gravidade Seletiva

lembram-se do Post:

A chance de uma torrada cair com o lado da manteiga para baixo é diretamente proporcional ao valor do tapete.

Pois bem, recebi um comentário brilhante da minha cunhada Renata. Leia. Vale a pena.

"Lendo sobre a torrada que cai sempre com o lado barrado para baixo, lembrei de uma vez ter lido que os gatos sempre caem sobre as patas. Com base nisso ficou sugerida a seguinte experiência. Amarra-se uma torrada (ou fatia de pão, tanto faz) sobre as costas de um gato com a parte barrada para cima e joga-se os dois de uma determinada altura (segura para o gato especialmente se o mesmo já tiver gasto suas 6 vidas e esta lhe for a última) e observe que ele vai flutuar. Lei é lei."
Renata

Lei de Berra

Você pode observar muito só olhando.

Curiosidades sobre Leonardo da Vinci

Como se não bastasse ser provavelmente um dos homens mais inteligentes que já existiu, Leonardo da Vinci é reportado como um homem bonito, forte e com uma excelente voz para cantar. Era vegetariano e seguia à risca uma dieta saudável. Como protector de animais que foi, dava-se ao luxo de comprar animais em feiras para ter o prazer de os soltar em liberdade.
O sorriso de Mona Lisa já despoletou várias teorias, entre elas uma que defende que se deve ao facto de Gioconda estar secretamente grávida. Sigmund Freud, por seu lado, interpretava a figura enigmática de Mona Lisa como uma simbiose entre o sorriso da sua mãe adoptiva e o olhar triste de sua mãe natural. A teoria mais aceite é a de que Mona Lisa não é mais do que um auto-retrato do artista. Alguns testes com raios-X comprovam esta teoria.
Leonardo da Vinci era canhoto e, numa época em que os canhotos eram tidos como enviados do diabo, a teimosia de Leonardoi em continuar a escrever com a mão esquerda foi causa de alguns dissabores. Além disso, Leonardo escrevia também da direita para a esquerda, sendo apenas possível a leitura dos seus textos em frente a um espelho.

Gioconda / Leonardo da Vinci


Obrigação

Sim, meu amor, está bem meu amor
Eu sei que tu tens razão
Dizia-te eu, às vezes, para acabar
Com a discussão...

E lá íamos vivendo,
Entre dois copos e um bom colchão,
Um futuro à nossa frente
E muito amor para mostrar a toda a gente.
Como era bem vivermos a dois
Sem nos darmos mal
(uma canção estrangeira e um filme antigo no telejornal),
E uma noite tu disseste:
Já dei p'ra ti meu... vou arrancar!
E lá fiquei eu, sózinho,
A conversar com os meus botões
E a tentar descobrir a causa
Que nos levou a tal situação...
Já achei uma ideia que é bem capaz
De ser a solução:
Acho que nós passamos muito tempo
A misturar tripas com coração
E a verdade é bem diferente.
Para haver amor, não pode haver obrigação.

Jorge Palma

Citação

Eu não tenho nenhuma coragem, mas procedo como se a tivesse, o que talvez venha dar ao mesmo.

Flaubert , Gustave

A luz voltou

São precisamente 22 horas em Cabo Verde. A luz voltou. Entretanto, jantei à luz de velas, joguei Uril e dei conta da bela lua que hoje o céu tem.
Por incrível que pareça, hoje, podia estar chateado com mil e uma coisas. Mas o que me continua a incomodar é o facto de ter perdido aquele Post.
Como diria o Conde de Itararé, “o mundo é redondo mas está a ficar cada vez mais chato”.

quinta-feira, outubro 21, 2004

Que raiva

Estou sem luz. Aproveitando o resto da bateria do portátil tinha acabado de escrever um Post. Por culpa da fraca luz da vela acabo de carregar numa combinação de teclas que me apagou todo o Post. Que raiva. Tinha-me dado tanto prazer escrever aquilo.
Sou incapaz de o escrever de novo.
Ainda para mais a bateria está acabar.

Lei de Witten

Sempre que você cortar suas unhas, você descobrirá uma
necessidade para elas uma hora depois.

Conte os pontos

.
illusion

Dizem Que Não Sabiam Quem Era

Ah! Ah! Ah! Dizem que fazia amor com qualquer um
E que se drogava

Ah! Ah! Ah! Dizem que foi apanhada a ver o mar
Com outra mulher

Hum! Hum! Hum! Dizem que foi encontrada morta
Os pulsos cortados ...

Jorge Palma

quarta-feira, outubro 20, 2004

Morreu Ildo Lobo

Hoje Cabo Verde perdeu uma das suas grande vozes. Ildo Lobo. Em sua memória aqui fica uma das suas bonitas mornas.

Na fundo di bô alma
Bô tem um segredo gurdód
Ele ê um confissão qui bô ca crê fazê
Dentro di bôs odjos ja'm discobri ess amor
Qui ta tormentób por causa dum capricho.

Si bô amor ê puro 'm ta respondêb cu mesmo amor
Quê pa liviób ess sofrimento
Qui ta dób cabo di bô vida '
M ta fazê tudo pa construí ess felicidade
Pa bô creditá na nha lealdade
Pa dignificá ess bô amor.

Pode ficar descansado - Santana não dorme a sesta!

Durante o dia de ontem correu a notícia na internet que Santana Lopes tinha mandado, a sua chefe de gabinete, desmentir que tinha dormido a sesta depois do debate parlamentar. Esta notícia à primeira vista parece anedótica, mas na realidade é reveladora da verdadeira preocupação deste Governo – A imagem.
Nesse sentido, e a juntar ao caso Marcelo e á brilhante comunicação ao país de Santana, temos agora mais uma notícia preocupante - O ministro da Presidência, Nuno Morais Sarmento, defendeu hoje que deve ser o Governo a definir o modelo de programação da RTP.
Eu pergunto. Mas porquê esta obsessão pela Imagem? Porquê tanto medo das críticas? Porquê querer controlar a comunicação social?
A resposta está na fragilidade deste Governo em especial do Primeiro Ministro. Como dizia o Jornal Expresso, desta semana, “faltam a Santana Lopes características básicas para o exercício do cargo de primeiro-ministro: responsabilidade e maturidade política, capacidade de estudo e profundidade de conhecimentos, noção do sentido de Estado inerente à chefia do Executivo. Pior do que as qualidades que lhe faltam: o impreparado líder do PSD reúne algumas características que recomendariam que não assumisse tão exigentes funções - a inconstância, a superficialidade, a visão clientelista do poder, a intolerância para com os críticos e adversários”.
Nem mais.

Citação

Sofremos muito com o pouco que nos falta e gozamos pouco o muito que temos.

William Shakespeare

As provas que faltavam



Lei de Lewi

Não importa o quanto você pesquise antes de comprar um
produto. Depois que você comprá-lo você sempre descobrirá que
ele está à venda em outro lugar por um preço menor.

A cantiga do zé

O Zé não sabe onde pôr as mãos
E está farto de as ter no ar
Não teve sorte com os padrinhos
Nem tem jeito para roubar

O Zé podia arranjar emprego
E matar-se a trabalhar
Mas olha em volta e o que vê
Não o pode entusiasmar

O Zé está vivo e é das tais pessoas
Que sentem prazer em rir
Mas tenho visto ultimamente
Esse gosto diminuir

E a cidade cá está para o entreter
Indiferente e fria, disposta a esquecer
Que a ansiedade é um minotauro
Que se alimenta de solidão
E que a ternura é uma bruxa
Que faz milagres
Se a mente a deixar ser

Jorge palma

World Press photo of the year


terça-feira, outubro 19, 2004

Comentário 3 ao Post: A outra dimensão de Deus

Então cá vamos nós. Deus é eterno. Ok. Mas o que é que isso quer dizer? “Deus não tem princípio nem fim, nem sucessão de momentos no seu próprio ser, e percebe todo o tempo com igual realismo; ele porém percebe os acontecimentos e age no tempo”. (ufa, mas o que é que isto quer dizer?)

Primeiro – o tempo não impõe limites a Deus. E temos de compreender isto aliando a noção da imutabilidade de Deus. Ou seja o tempo não muda Deus, não pode ter efeitos sobre Deus, sobre o seu ser, as suas perfeições, seus propósitos e promessas. A passagem do tempo não acrescenta nem subtrai nada ao conhecimento de Deus.

Segundo – Deus é eterno no seu próprio ser:Salmo 90:2, Job 36:26 Deus não tem princípio ou fim. Apocalipse 1:8;4:8; João 8:58, êxodo 3:14 são mais algumas das passagens que mostram a eternidade de Deus.Deus fez o universo sem que antes existisse matéria, foi Ele quem criou todas as coisas.Ora a física diz-nos que a matéria, o tempo e o espaço precisam de ocorrer ao mesmo tempo. Logo antes da criação não existia tempo, pelo menos como uma sucessão de momentos. Assim inferimos que quando Deus criou o universo o tempo começou (deu-se início a uma sucessão de momentos e acontecimentos encadeados).Assim constatamos que o tempo não existe por si mesmo, mas como a criação depende de Deus para existir.

É extremamente difícil para nós compreendermos a existência de Deus, ou o “tempo dela” porque a sua natureza é diferente da nossa.

Terceiro – Deus percebe todo o tempo com igual realismoEsta verdade é de maior facilidade de compreensão.Salmo 90:4 : “mil anos são aos teus olhos como o dia de ontem que se foi e como a vigília da noite”.“1000anos” não subentende que Deus esquece as coisas após 1100 ou 1200 anos, mas que Deus vê toda a história. 1000 anos é uma expressão que exprime um tempo tão longo como o que se possa imaginar. Ora esta verdade encontra-se me 2Pd3:8 – um dia é como mil anos, e acho que podemos dizer, com base neste versículo, que qualquer dia (ou perído de tempo – curto ou longo) parece a Deus estar eternamente na sua consciência.Deus é o Senhor e Soberano eterno da história, vendo-a com mais clareza e nela agindo mais decisivamente do que qualquer outro. Podemos dizer que, face a estes versículos, a relação de Deus com o tempo não é igual à nossa. Deus é eterno, logo não experimenta uma sucessão de acontecimentos ou momentos. Deus criou o tempo e é Senhor dele. Logo Ele pode ver o tempo mas também agir no tempo. Não é isto que podemos ver nos profetas? Ou Isaías 45:21; ou Isaías 46:9-10.

Concluindo Deus permanece, da algum modo que não compreendemos acima do tempo e é capaz de o ver todo como presente na sua consciência.Quarto – Como sabemos que deus percebe os acontecimentos no tempo e age no tempo?Gálatas 4:4-5 “vindo a plenitude (o tempo certo/escolhido) Deus enviou o Seu filho ao mundo”.Actos 17:30-31Concluindo, O Senhor criou o tempo e o rege e utiliza para os seus próprios fins. Deus pode agir no tempo porque Ele é o Senhor do tempo. Deus se deleita em cumprir as suas promessas e realizar a(s) obra(s) de redenção ao longo de um período de tempo para que possamos mais prontamente perceber e apreciar a sua grande sabedoria, paciência, fidelidade e soberania sobre todos os acontecimentos e mesmo sobre a sua imutabilidade e eternidade.~

Penso que esta breve (! – depende acima de tudo da vossa interpretação de tempo!:p) apresentação pode lançar mais algumas luzes sobre parte do assunto do post. Parte porque pelo que li e falei com o João, outro aspecto que levou à escrita do post tem a ver com a liberdade do Homem. Quanto a isso escreverei noutra altura, mas deixo uma dica sobre a minha opinião. Lembram-se da história de Moisés? Porque será que lemos que Deus ia endurecendo o coração de Faraó? Onde foi parar Jonas quando fugiu da presença de Deus? Acabou ele em Nínive? Porquê? Porque nasceu João Baptista na altura em que nasceu? Como foi a vida dele? Predita por quem? Quando?Mas já me estou a alongar, como disse fica para outra vez.

TiagoFalcoeiras

Todas a ideias expostas são retiradas da Teologia Sistemática de Wayne Grudem.

Citação

Tenho sempre uma citação para tudo - economizo os pensamentos originais.

Sayers , Dorothy

Paradoxo

Hoje não me apetece escrever nada. O que acaba de ser um paradoxo. Porque senão me apetecesse, realmente, escrever nada, não tinha escrito este Post. A esse propósito, aqui fica um paradoxo sem o mínimo de piada:

O professor chega na primeira aula de um curso de 20 aulas e diz que durante o curso haverá uma prova surpresa.
Um aluno raciocina que a prova não pode ser no último dia senão não seria surpresa. Mas já que não pode ser no último dia, se fosse no penúltimo dia também não seria surpresa. Assim a prova não pode ser em nenhum dos dois últimos dias. Repetindo o raciocínio, a prova não pode ser um nenhum dos últimos três dias. E repetindo mais vezes, não pode ser em *nenhum* dia.
Ora, no oitavo dia de aula o professor dá uma prova, e todos são tomados de surpresa.

Nota: Prometo que da próxima vez que não me apetecer escrever, não escrevo mesmo.

Corolário de Jennings à Lei da Gravidade Seletiva

A chance de uma torrada cair com o lado da manteiga para baixo
é diretamente proporcional ao valor do tapete.

Vê o mesmo que eu?



Dali

Numa chama minha e tua

Desconfio que ainda não reparaste
que o teu destino foi inventado
por gira-discos estragados
aos quais te vais moldando...
E todo o teu planeamento estratégico
de sincronização do coração
são leis como paredes e tetos
cujos vidros vais pisando...

Desculpa se te fiz fogo e noite
sem pedir autorização por escrito
ao sindicato dos Deuses...
mas não fui eu que te escolhi.
Desculpa se te usei
como refúgio dos meus sentidos
pedaço de silêncios perdidos
que voltei a encontrar em ti...

Toranja

segunda-feira, outubro 18, 2004

Sinto frio na noite mais quente de Agosto, se não estiveres comigo.

O texto que se segue é lindo. A sua autora é a minha amiga Liliana Moita, colega da minha querida sobrinha Marta. Esta menina tem um grande talento que está bem visível nos textos publicados por vários jornais e revistas nacionais importantes. Não resisto a publicar este texto, apesar de, segunda ela, estar incompleto.

"Nem com a cabeça deitada no teu peito, a sentir o teu coração, consigo ver para além da tua máscara. Com os olhos fechados, as mãos na linha das tuas costas, os braços à tua volta. Sinto paz nos movimentos da tua respiração. Mas mesmo assim a desconfiança não desaparece. Sabes que gosto de ficar ao teu colo, de te prender pelo pescoço e ficar a olhar para os teus olhos. Só assim, parada a olhar para os teus olhos. Como é que se pode confiar numa pessoa se não sabemos de que cor vai ter os olhos da próxima vez que a virmos? Mas eu tento descobrir um ponto nos teus olhos que me dê segurança. Estar colada a ti é estar numa ilha completamente isolada, no meio de um mar de nada, sem nenhum barco para poder sair. E como eu gosto de estar colada a ti. E como me assusta tentar tirar-te a máscara. "

por Liliana Moita

Agradecimento especial

Uma pequena nota para agradecer aos meus queridos irmãos (Fernanda e Daniel) por tão esmerado e aprofundado comentário ao Post A outra Dimensão de Deus. Os vossos textos são um valor acrecentado a este blogue.

Aproveito a oportunidade para agradecer a todos os que continuam a ler este espaço. Agradeço os incentivos, em especial aqueles que se deram ao trabalho de comentar.

Comentário 2 ao Post: A outra dimensão de Deus

Pretender entender este mundo em sua unidade com Deus será,ou arrogância religiosa, ou a última visão da verdade que existe para além do berço e do túmulo.

Segundo,Karl Barth,Deus é o "totalmente outro", incognicível,insondável,imensurável...,porém,a idéia de Deus ou a percepção inata de Deus é real. A Bíblia afirma que Deus "pôs a eternidade no coração do homem,sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o príncipio até ao fim" (cf Ec.3.11). Calvino descreveu esta percepção elementar de Deus como um "senso de divindade". O teólogo americano Charles Hodge disse que há uma convicção universal "de que existe um ser de quem temos a noção de depender e quem devemos prestar contas". Falar de Deus ou pensar Deus é reflectir sobre lugares longínquos, inacessíveis, (cf 2Co.2.9. Salomão em Eclesiastes 5.2, discorre acerca da transcêndencia de Deus mas também de sua imanência.

Para tentarmos com algum esforço vislumbrar alguma luz sobre aquilo que Deus é, teremos que começar pelos seus atributos e perfeições. Deus é, segundo Agostinho, summa essentia, ser supremo, além de todas as categorias de todas as coisas temporais e espaciais. Nem mesmo se pode atribuir a Ele a categoria de substância. Agostinho diz que não se pode falar de essência e existência, de ser e qualidade, funções e atos como se fossem coisas distintas no ser divino. Deus é a unidade de todas as formas. Todas as idéias, todas as essências ou poderes e princípios das coisas, estão na mente de deus. As coisas individuais existem e voltam para Deus por meio das idéias. Sendo assim o mundo é criado a cada instante pela vontade divina, que é a vontade do amor. Portanto, conclui Agostinho, seguido depois pelos reformadores, a criação e preservação são a mesma coisa, em nenhum momento se torna independente de Deus.

Segundo a doutrina agostiniana do tempo, "o tempo não é uma realidade objetiva no sentido em que as coisas são objetivas. Portanto, não pode ser aplicado adequadamente a Deus. Não tem sentido perguntar-se pelo tempo antes da criação. O tempo foi criado juntamente com omundo; é a forma do mundo. É a forma da finidade das coisas, da mesma forma como o espaço. Tanto o mundo como o espaço/tempo têm eternidade apenas enquanto sujeito à vontade eterna da criação. Pode-se dizer que estão potencialmente presentes na vida divina mas não são eternos enquanto reais; enquanto realidade são finitos. Para Agostinho havia um começo definido e deverá haver um fim igualmente definido. Somente a eternidade transcende esse começo e esse fim".

Daniel Silva

Terceira Lei de Mencken

Um idealista é aquele que, ao perceber que as rosas cheiram
melhor que as ervilhas, conclui que elas dariam uma sopa
melhor.

Nova rubrica

Acabo de fazer o download de alguns e-books. Entre eles encontra-se o livro "As leis de Murphy", sobejamente conhecido de todos nós. Contudo, a pertinência de tais leis é tal, que a partir de hoje, publicarei uma Lei por dia.
Espero que apreciem. Ou não.

Inteligência Americana


Citação

Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.

Einstein , Albert

domingo, outubro 17, 2004

Comentário ao Post: A outra dimensão de Deus

A propósito da dimensão, eternidade, omnisciência... de Deus.
O carácter de Deus:
1 - A singularidade de Deus Deut 32:39; Isa 43:11; 44:6; 1Tes 1:1
2 - Deus é espírito Isa 31:1-3; Jo 4:24; Ex 3:14 - tem personalidade, não é uma coisa; o espírito tomou a forma de homem (antropomorfismo)
3 - Deus é independente Act 17: 24,25 - Deus não precisa de nós; nós é que precisamos dele. Deus tem a sua origem nele próprio.
4 - Deus é eterno sal 90:1,2 - Deus é sempre.
5 - A dimensão de Deus 1 Reis 8:27; Isa 66:1; Sal 139 - Deus não está limitado pelo espaço. Está em todo o lugar.
6 - Deus é omnipresente - Deus está presente
7 - Deus é omnisciente - O conhecimento de Deus inclui: 1) O que foi (passado);2) o que é (presente); 3) o que será (futuro); 4) O que seria se... Mat 11:20. O conhecimento de Deus contèm toda a possibilidade. Deus não faz previsões. Deus conhece.
8 - Deus é omnipotente
9 - Deus é soberano - Deus tem vontade. - o que Deus quer ou deseja Mat 7:21; o que agrada a Deus 2 Ped 3:9, 1 Tim 1:4; Ez 33: 11. Pode o homem desobedecer ou resistir a esta vontade? SimDeus tem outro tipo de vontade - o que Deus planeou ou intencionou - Dan 4:35; Sal 115: 3; Efé 1:11. Pode o homem desobedecer a esta vontade ou resistir-lhe? Não. Pode Deus decretar, planear ou intencionar aquilo que ele não deseja ou quer? Sim.
10 - Deus é imutável - Núm 23: 19; Mal 3:6 - Deus não muda. A sua fidelidade e a autenticidade dependem da sua imutabilidade.Deus arrepende-se? O carácter de deus não se altera. Mas Deus não é estático. Ele muda nos seus relacionamentos com as pessoas.Quando Deus nos fala, fala-nos como Deus santo. Porque é santo, ele muda a sua reacção. De facto, os únicos que mudam somos nós. Jer 18: 1-10Deus mostra as suas emoções de forma que o homem entenda - antropopatia
11 - Deus é santo Isa 56 - caracteristica distintiva de Deus; Hab 1:4-6 - separação de deus, oposição ao pecado. A ira de Deus é sempre uma reacção ao pecado.
12 - Deus é justo - Deus não faz o que é correcto; aquilo que Deus faz é correcto(lutero)
13 - Deus é amor - Deus mostra o amor comum para todos - Mat 5: 43-48; Luc 6:36; Deus mostra o amor salvador - Efé 2.4; Deut 7: 7,8; 1Jo 3:1; Jo 14:21
14 - Deus é paciente, longânimo - Rom 9:22,23; Rom 2.4
15 - Deus é gracioso _ a graça olha para o homem como alguém que não merece coisa alguma16 - Deus é misericordioso - a misericórdia olha para o homem como desamparado, impossibilitado de arranjar uma solução.Muito mais há a dizer...

Fernanda Silva

Sem comentários

Ainda sobre o jogo Benfica-Porto, aqui fica o excerto do comentário oficial ao jogo, do Jornal Diário Digital:
Titulo: "Olegário Benquerença dá três pontos ao FC Porto"
"O FC Porto deve agradecer inteiramente ao árbitro Olegário Benquerença o facto de levar para as Antas os três pontos. O juiz foi decisivo no desfecho do clássico, ganho pelos portistas por 1-0, em partida a contar para a sexta jornada da SuperLiga. Com este triunfo, ambas as equipas ficam separadas por um ponto."

por Ana Pedro Picado

Benfica 1 - Porto 1

O empate parece-me justo. Na primeira parte o Porto foi superior e marcou um belo golo. Na segunda parte, o Benfica foi imensamente superior e o golo marcado surgiu naturalmente. Fico com a ideia que o Benfica podia ter marcado mais um golo. Mas o futebol é assim.
Excelente arbitragem.

Comments

Ao que parece é um pouco difícil e chato fazer comentários aos meus Posts poque é necessário estar cadastrado. A partir de agora pode optar por não se cadastrar e comentar na mesma. Para isso basta escolher a opção Or Post Anonymously.
Não têm desculpas! Ou têm?

Prognósticos só no fim do jogo

Por honestidade intelectual (?) não vou fazer, antes do jogo, nenhum comentário ao clássico Benfica-Porto. Aguardarei pelo seu final pois, estou certo que, nessa altura terei mais assunto para comentar. Ou então não.

Supremacia


Citação

O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.

Einstein, By ReNaTchinha

Salmo 139

1 SENHOR, tu me sondaste, e me conheces.
2 Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.
3 Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.
4 Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó SENHOR, tudo conheces. 5 Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão.
6 Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir.
7 Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
8 Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
9 Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
10 Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
11 Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.
12 Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa;
13 Pois possuíste os meus rins; cobriste-me no ventre de minha mãe.
14 Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.
15 Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui feito, e entretecido nas profundezas da terra.
16 Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.
17 E quão preciosos me são, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles!
18 Se as contasse, seriam em maior número do que a areia; quando acordo ainda estou contigo. 19 O Deus, tu matarás decerto o ímpio; apartai-vos portanto de mim, homens de sangue.
20 Pois falam malvadamente contra ti; e os teus inimigos tomam o teu nome em vão.
21 Não odeio eu, ó SENHOR, aqueles que te odeiam, e não me aflijo por causa dos que se levantam contra ti?
22 Odeio-os com ódio perfeito; tenho-os por inimigos.
23 Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.
24 E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.

sábado, outubro 16, 2004

A outra dimensão de Deus

As recorrentes leituras de C.S. Lewis são, para mim, sempre proveitosas. Gostaria de partilhar uma ideia que me ajudou muito a compreender a dimensão de Deus. O conceito tem base bíblica mas não aparece na bíblia. Por isso não aceite isto como uma doutrina. Aliás o que vem a seguir pode ser até bastante polémico.

Pensemos na dimensão de Deus. Que ideia fazemos de Deus? Porque é que para Deus um dia são como mil anos e mil anos como um dia? Será que Deus conhece o nosso amanhã? Como é possível Deus atender centenas de milhões de pessoas no mesmo instante?

A vida vem-nos momento a momento. Um momento desaparece antes de outro surgir. O tempo é assim. Desta forma, tendemos a partir do princípio que esta série temporal – esta ordenação do passado, do presente e do futuro – não só rege a nossa vida, mas a maneira como todas as coisas existem. Há em nós a convicção que o universo e o próprio Deus estão em movimento constante do passado para o futuro, tal como sucede connosco.

È quase certo que Deus é exterior ao tempo e que a sua vida não consiste em momentos sucessivos. Para Deus todos os momentos são presente. Pensem assim: Deus tem toda a eternidade para ouvir uma oração proferida, numa fracção de um segundo, de um piloto de um avião que se despenha em chamas no solo. Sei que é difícil de compreender. Por assim dizer, para Deus ainda é 1200 ou 2005. Se imaginarmos o tempo como uma linha recta ao longo da qual temos de viajar, teremos de imaginar Deus como toda a página em que a linha está traçada. Nós, temos de sair do ponto A da linha antes de chegarmos ao ponto B e não podemos alcançar o ponto C sem termos largado o ponto B. Deus, do alto, ou de fora, ou de toda a volta, contém a linha inteira e vê-a toda.

Deus não têm história. È demasiado real, absolutamente real para ter história. Para Deus não há passado, presente ou futuro. Para Deus todos os momentos são agora (mesmo os que passaram, para nós, há 2000 mil anos ou que irão acontecer, para nós, daqui a 1000 anos!).

Desta forma fica resolvida, para mim, uma outra grande dificuldade que se levanta com esta questão. Repare, toda a gente que crê em Deus, crê que Ele sabe o que nós iremos fazer amanhã. Mas se ele sabe que vou fazer isto ou aquilo, como eu posso ter a liberdade de fazer uma coisa diferente?

Ainda aqui a dificuldade está em pensarmos que Deus avança, como nós, ao longo da linha temporal. Mas para Deus o nosso amanhã é para Ele agora. Todos os dias para Ele são agora. Não se lembra que de que ontem fizemos isto ou aquilo : vê-nos simplesmente a fazê-lo.

Ele não prevê que amanha façamos determinadas coisas: vê-nos pura e simplesmente a fazê-las, porque se para nós o amanhã ainda não chegou, para Ele já. Deus não sabe dos nossos actos antes de os praticarmos. Mas o momento que os praticamos é já “agora” para Ele.

Não sei se fui claro a transmitir a ideia. Usei quase sempre o texto de C.S. Lewis. Para mim, esta ideia assume uma grande profundidade. Mas admito que seja polémico. Comente, se faz favor.

Protecção Civil Adverte

Não posso deixar de publicar este e-mail que recebi:

A Protecção Civil adverte:
Se, por engano, o Ministério da Educação colocou algum professor em sua casa, é favor encaminhá-lo para o estabelecimento de ensino mais próximo. É importante manter a calma e fazer de compta que é uma situação normal.
Obrigado

Fractal


by ReNaTchinha

Meu querido diário

O calor está insuportável. Não sei se este calor se pode quantificar em graus, mas parece-me que estão uns 50 graus. Por causa disto, não tenho dormido bem. Contudo, a vida continua. Ontem à noite fui comer uma lagosta. Ainda não foi desta que fiquei um apreciador. Este sábado tem sido bastante monótono. Há um problema conexão da internet e na Tv só passa futebol. Três jogos seguidos do campeonato Inglês. Mesmo para mim, é demais. O pior é que não temos escolha, pois todos os canais estão a dar o mesmo. Ainda pensei ir passear, mas o calor não deixa. O curioso é que apesar de estar numa ilha, não tenho uma praia aqui perto! Resta-me ler e escrever um pouco.

sexta-feira, outubro 15, 2004

Citação

Deus não joga aos dados.

Einstein , Albert

Estou além

Não consigo dominar
Este estado de ansiedade
A pressa de chegar
P'ra não chegar tarde

Não sei de que é que eu fujo
Será desta solidão
Mas porque é que eu recuso
Quem quer dar-me a mão

Vou continuar a procurar
A quem eu me quero dar
Porque até aqui eu só:
Quero quem eu nunca vi
Porque eu só quero quem
Quem não conheci

Esta insatisfação
Não consigo compreender
Sempre esta sensação
Que estou a perder

Tenho pressa de sair
Quero sentir ao chegar
Vontade de partir
P'ra outro lugar

Vou continuar a procurar
O meu mundo
O meu lugar
Porque até aqui eu só:
Estou bem aonde não estou
Porque eu só quero ir
Aonde eu não vou
Porque eu só quero estar
Aonde não estou
Porque eu só estou bem
Aonde não estou

António Variações

Impossibilidades



Escher

Saudades

Hoje, pela manhã, recebi a notícia que o Ministério da Educação me colocou numa escola, a 5 minutos de casa, com um horário de 12 horas até ao final de Dezembro. Como é óbvio tive que o recusar.
Contudo, tal notícia fez-me recordar Portugal, a família, os amigos,... Confesso que este ano, aqui em Cabo Verde, o tempo está a custar mais a passar. Lembro-me mais de ter saudades, especialmente da minha família. Sei que eles também devem ter saudades minhas e isso me consola.
Já falta pouco até ao Natal (vou a Portugal de férias) e em Julho regressarei em definitivo.
Me aguardem!

quinta-feira, outubro 14, 2004

Só por existir
Só por duvidar
Tenho duas almas em guerra
E sei que nenhuma vai ganhar

Só por ter dois sóis
Só por hesitar
Fiz a cama na encruzilhada
E chamei casa a esse lugar

E anda sempre alguém por lá
Junto à tempestade
Onde os pés não têm chão
E as mãos perdem a razão

Só por inventar
Só por destruir
Tenho as chaves do céu e do inferno
E deixo o tempo decidir

Só por existir
Só por duvidar
Tenho duas almas em guerra
E sei que nenhuma vai ganhar

Jorge Palma

Citação

A esperança é um empréstimo que se pede à felicidade.

Joubert , Joseph

Dar e receber



Picasso

quarta-feira, outubro 13, 2004

As novas tendências pedagógicas

Por esta altura, em Cabo Verde, faz um calor insuportável. Agora imagine dar 5 aulas de matemática a turmas de 44 alunos. Cansativo. O ensino faz-se apenas com um pau de giz e um quadro. Não existe manual, computadores, laboratórios, giz de côr,...
No entanto, deixe-me dizer que é extremamente reconfortante ser professor por aqui, porque os alunos ainda são respeitadores, trabalhadores e interessados.
Em contrapartida, no nosso Portugal, as novas tendências de ensino apontam no sentido em que o aluno tem de achar a escola algo divertido. Assim não se devem fazer exercícios, os alunos não devem memorizar, não se deve dar trabalhos de casa, não devem ir para a rua quando desrespeitam o professor, ...
Felizmente tenho a sorte de estas novas tendências ainda não terem chegado aqui. E você, certamente, que percebe porquê.
Mas alguém acredita que sem esforço, sem disciplina, sem memorização, sem prática e força de vontade se consegue aprender alguma coisa?

O meu amor existe

O meu amor tem lábios de silêncio
E mãos de bailarina
E voa como o vento
E abraça-me onde a solidão termina

O meu amor tem trinta mil cavalos
A galopar no peito
E um sorriso só dela
Que nasce quando a seu lado eu me deito

O meu amor ensinou-me a chegar
Sedento de ternura
Sarou as minhas feridas
E pôs-me a salvo para além da loucura.

O meu amor ensinou-me a partir
Nalguma noite triste
Mas antes, ensinou-me
A não esquecer que o meu amor existe.

Jorge Palma

Citação

Apenas amamos aquilo que não possuímos por completo.

Proust , Marcel

Sentes o toque?



Michel Angelo

Publicidades

Sei que são muito poucos os que me lêem. Em contrapartida, repare só na publicidade que um primo fez ao meu blogue:

Ostracizado, desterrado, ou simplesmente a buscar um lugar ao sol. Aqui fica o blog dum primo meu, a trabalhar em Cabo Verde. Se acharem qualques coisa estranha, não estranhem, entranhem. Afinal o rapaz é prof. de matemática...


Tiago

A lógica da Trindade de Deus

No outro dia pensava na lógica da trindade de Deus. A esse propósito, aqui fica esta pequena reflexão, baseada, em grande parte, nas ideias de C.S Lewis.
Utilizando uma única dimensão, só podereis traçar uma linha recta. Utilizando duas, podereis traçar uma figura, digamos um quadrado. E um quadrado consiste em quatro linhas rectas. Utilizando três dimensões, podereis construir um sólido, um cubo, por exemplo. E um cubo consiste em seis quadrados. Repare que à medida que avançamos para planos mais reais e mais complicados, não abandonamos as coisas que encontrámos nos planos mais simples. Estão apenas combinadas de maneiras novas, as quais não poderíamos imaginar se só tivéssemos conhecimento dos planos mais simples.
O principio de Deus abrange o mesmo princípio.
O plano humano é um plano simples e bastante vazio. Uma pessoa é um ser (uma personalidade), e duas pessoas são dois seres distintos (duas personalidades distintas). Como em duas dimensões, por exemplo numa folha de papel, um quadrado é uma figura e dois quadrados duas figuras distintas.
Na dimensão de Deus, ainda encontramos lá personalidades, mas combinadas de maneiras novas que nós, que não vivemos nesse plano somos incapazes de imaginar. Na dimensão de Deus, encontra-se um ser que sendo três pessoas permanece um Ser, assim como um cubo, sendo seis quadrados, permanece um cubo.
Evidentemente que não podemos conceber um ser assim, do mesmo modo, que se fossemos feitos para perceber apenas duas dimensões no espaço, nunca poderíamos imaginar um cubo no espaço.

P.S. Obrigado Tiago pela paciência na devolução dos livros do C.S. Lewis.

terça-feira, outubro 12, 2004

Citação

O último esforço da razão é reconhecer que existe uma infinidade de coisas que a ultrapassam.

Pascal , Blaise

Percebe a ideia?



Goya

A voz da razão

Um dia destes vou ser uma faca qualquer
Vou dilacerar a voz da razão
Asfixiá-la arrancá-la do seu pedestal
Vê-la estremecer dentro do meu eu

Um dia entrei demais nos teus olhos
E vi o rancor
Que te anda a suicidar
E te impede de ver
Por trás do teu sorriso sem nome
Cresce a frustração
E eu já não tenho saco
Para te compreender

Entro no tempo chutando poemas visão
Vejo-os deslizar sobre o meu écran
Vejo-os brilhar na acidez do suor dos meus pés
Vêm-me avisar que vou ficar só

Um dia destes vou ser uma ilha qualquer
Hei-de me afundar no meu próprio chão
Até que alguém se decida a premir o botão
E incendeie o céu todo de uma vez

Jorge Palma


segunda-feira, outubro 11, 2004

Comunicação

Ouvi com muita atenção o nosso Primeiro Ministro na sua comunicação ao país. A pretexto do caso Marcelo, de que nem falou, conseguiu ter todas as atenções. Apesar de não ter havido direito ao contraditório, esteve muito bem. Aliás, todos nós sabemos que a “conversa” é o seu ponto forte. Na aflição, fez promessas e uma excelente propaganda.
Ao que parece, o discurso de Santana Lopes foi antecipado para as 20 horas porque um assessor lembrou-se que o horário anterior coincidia com a Quinta das Celebridades. Ainda bem que o fez, porque senão corria o risco que os portugueses pensassem que a Quinta tinha mais um concorrente. Será que não o incomoda a facilidade com que podemos imaginar o Nosso Primeiro Ministro na Quinta das Celebridades?
E é precisamente neste ponto que faz sentido citar outro grande vulto da actualidade ,José Castelo Branco: “No mundo, há dois tipos de pessoas: os que mamam e os que são mamados!”.

Citação

Em amor é um erro falar-se de uma má escolha, uma vez que, havendo escolha, ela tem de ser sempre má.

Proust , Marcel

Sem comentários


Entendem?

Desculpem-me por ocupar este espaço com letras de algumas musicas. Contudo, quando as oiço, parecem-me tão pertinentes... A sensação de ouvir algo que vai de encontro ao que sinto é reconfortante. Por isso gosto muito de Jorge Palma. Parece que ele me entende. Entendem?

O que eu não quero!

Existem mulheres que são uma beleza
Mas quando abrem a boca
Hmm que tristeza!Não não é o seu hálito que apodrece o ar
O problema é o que elas falam que não dá pra agüentar
Nada na cabeça
Personalidade fraca
Tem a feminilidade e a sensualidade de uma vaca
Produzidas com roupinhas da estação
Que viram no anúncio da televisão
Milhões de pessoas transitam pelas ruas mas conhecemos facilmente esse tipo de perua
Bundinha empinada pra mostrar que é bonita
E a cabeça parafinada pra ficar igual paquita

Elas estão em toda parte do meu Rio de Janeiro
E às vezes me interrogo se elas tão no mundo inteiro
À procura de carros
À procura de dinheiro
O lugar dessas cadelas era mesmo no puteiro
Só se preocupam em chamar a atenção
Não pelas idéias mas pelo burrão
Não pensam em nada
Só querem badalar
Estar na moda tirar onda beber e fumar
Cadelinhas de boate ou ratinhas de praia
Apenas os otários aturam a sua laia
E enquanto o playboy te dá dinheiro e atenção
Eu só saio com você se for pra ser o Ricardão

Não eu não sou machista
Exigente talvez
Mas eu quero mulheres inteligentes
Não vocês
Vocês são o mais puro retrato da falsidade
Desculpa amor
Mas eu prefiro mulher de verdade
Você é medíocre e ainda sim orgulhosa
É mole?Não tá com nada e tá prosa
E o seu jeito forçado de falar é deprimente
Já entendi seu problema~
Vocês tão muito carentes
Mas eu só vou te usar
Você não é nada pra mim
(Hmm meu amorFoi bom pra você?)...Ah deixa eu dormir
Pra que dar atenção pra quem não sabe conversar?
Pra falar sobre o tempo ou sobre como estava o mar? Não
Eu prefiro dormir
Sai daqui
Eu já fui bem claro mas vou repetir
E pra voce me entender vou ser ate mais direto: Lôrabúrra, cê não passa de mulher-objeto

Escravas da moda vocês são todas iguais
Cabelos, sorrisos e gestos artificiais
idéias banais e como dizem os Racionais:(Mulheres vulgares
Uma noite e nada mais)
Lôrabúrra você e vulgar sim
Seus valores são deturpados você é leviana
Pensa que está com tudo mas se engana em sua frágil cabecinha de porcelana
A sua filosofia é ser bonita e gostosa
Fora disso é uma sebosa tapada e preconceituosa
Seus lindos peitos não merecem respeito
Marionetes alienadas vocês não têm jeito
Eu não sou agressivo
Contundente talvez
O Pensador dá valor às mulheres
Mas não vocêsVocês são o mais puro retrato da falsidade
Desculpa amor
Mas eu prefiro mulher de verdade

É o problema não tá no cabelo
Tá na cabeca
Não se esqueça
Nem todas são sócias da farmácia (Lorácia)
Tem muita Lôrabúrra de cabelo preto e castanho por aí
É... Lôrabúrra morena, ruiva, preta...Lôrabúrra careca
E tem a Lôrabúrra natural também (Loraça belzebúrra)
Cada Lôrabúrra é de um jeito mas todas sao iguais
Cê tá me entendendo?(Eu gosto é de mulher)

Gabriel

Citação

Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura

Friedrich Wilhelm Nietzsche

domingo, outubro 10, 2004

Promessas

Tenho a oportunidade, com este blogue, de partilhar algumas ideias e opiniões. Espero que o assunto não falte. Se faltar, falaremos de amor. Como dizia alguém, cada um fala daquilo que não tem ...

Malucos à parte

Hoje fui à praia. Melhor, hoje fui ver o mar. No regresso, um maluco fez questão de me acompanhar. No minimo, incomodativo. O que me consola é que os malucos não têm noção das figuras que fazem. Talvez por isso sejam mais felizes que nós.



A Gente vai continuar

Tira a mão do queixo, não penses mais nisso
O que lá vai já deu o que tinha a dar
Quem ganhou, ganhou e usou-se disso
Quem perdeu há-de ter mais cartas para dar
E enquanto alguns fazem figura
Outros sucumbem à batota
Chega aonde tu quiseres
Mas goza bem a tua rota

Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada para andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar

Todos nós pagamos por tudo o que usamos
O sistema é antigo e não poupa ninguém, não
Somos todos escravos do que precisamos
Reduz as necessidades se queres passar bem
Que a dependência é uma besta
Que dá cabo do desejo
E a liberdade é uma maluca
Que sabe quanto vale um beijo

Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar

Jorge Palma

Bem Vindos

Olá caros amigos. Obrigado por visitarem este blog. Se esperam encontrar aqui algo de interessante estão completamente enganados. Aqui, quanto muito, encontrarão lugares comuns, textos roubados e, uma vez por outra, coisas breves.

Espero que gostem. Ou não.

Fiquem bem!